CLIP NO AR!

PSG expressa apoio a Neymar após jogador relatar racismo

“Não há espaço para o racismo na sociedade, no futebol ou em nossas vidas”, apontou o clube parisiense, em comunicado oficial.

O Paris Saint-Germain expressou apoio a Neymar nesta segunda-feira (14), após o brasileiro ter acusado de racismo o zagueiro espanhol Álvaro González, do Olympique de Marselha.

Segundo o texto, “há mais de 15 anos, o clube está fortemente empenhado na luta contra todas as formas de discriminação ao lado dos seus parceiros como SOS Racisme, Licra ou Sportitude”.

– O Paris Saint-Germain conta com a Comissão Disciplinar da Liga de Futebol Profissional (LFP) para investigar e lançar luz sobre estes fatos. O clube está à sua disposição para colaborar no andamento das investigações – concluiu a mensagem.

No domingo, o Olympique venceu o PSG por 1 a 0 no Campeonato Francês. A partida teve cinco jogadores expulsos, entre eles Neymar, nos acréscimos do segundo tempo, por golpear o rosto de González.

Após a partida, o camisa 10 da equipe parisiense acusou o adversário de racismo e questionou o VAR por não ter flagrado as ofensas. Nas redes sociais, após ser acusado por Neymar, González se defendeu e provocou o brasileiro.

– Não existe lugar para o racismo. Carreira limpa e com muitos companheiros e amigos no dia a dia. Às vezes é preciso aprender a perder e assumir em campo. Incríveis três pontos hoje. Vamos, Olympique. Obrigado, família – escreveu González.

No post, ele publicou ainda uma foto com vários companheiros de equipe com cores de pele diferentes.

Um dos comentários da publicação foi do próprio Neymar, que voltou a afirmar que o zagueiro teve comportamento racista quando ambos se enfrentaram.

– Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora, insultar e trazer o racismo pra nossas vidas, não, eu não estou de acordo. Eu não te respeito! Você não tem caráter! Assume o que tu fala, mermão… seja homem, rapá! Racista – exclamou o atacante do Paris Saint-Germain.

A LFP se reunirá na próxima quarta-feira para decidir as sanções que serão aplicadas aos cinco jogadores expulsos na partida do domingo passado.

Os membros da comissão independente serão os encarregados de determinar o número de partidas de suspensão para Neymar, Layvin Kurzawa e Leandro Paredes, do PSG, e Darío Benedetto e Jordan Amavi, do Olympique. Todos foram expulsos nos acréscimos do segundo tempo, após tumulto entre as duas equipes.

– O clube lembra que não há espaço para o racismo na sociedade, no futebol ou em nossas vidas e conclama todos a se elevarem contra todas as suas manifestações pelo mundo – disse o clube parisiense, em comunicado oficial.

Fonte: Pleno News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Visitas no site:contador de acesso
Rolar para cima